TRADUTOR/TRANSLATE

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Idolatrar Muhamad

Recusar-se a acreditar em Deus e nas Suas repetidas afirmações de que o Alcorão é Completo, perfeito, e única fonte de orientação religiosa, para seguir as conjecturas conhecidas como Hadith e Sunnah constitui a deificação do profeta Muhammad contra a sua vontade.

"Diz (Ó Muhammad):" Se o mar fosse tinta para as palavras de meu Senhor, o oceano teria acabado antes de meu Senhor ficar sem palavras, mesmo que fornecêssemos o dobro da tinta. 'Diz (Ó Muhammad): 'Eu não sou mais do que um ser humano como vocês. Foi-me revelado que o vosso Deus é um Deus. Assim, qualquer um que espera conhecer o seu Senhor deve levar uma vida justa, e nunca estabelecer nenhum ídolo ao lado de seu Senhor "(18: 109-110).

Este versículo nos informa, claramente, que Deus não sofre de escassez de palavras, Ele nos deu todas as palavras que precisamos no Alcorão, não devemos buscar as palavras de Muhammad, ou as de qualquer outra pessoa. Muhammad é um homem como os outros homens, ele não deve ser idolatrado (repare no final do versículo).

Alcorão: VOCÊS NÃO DEVEM IDOLATRAR MUHAMMAD

Há apenas dois versículos no Alcorão que descrevem o profeta Muhamad como "não mais do que um ser humano como vocês."

Será coincidência que ambos PROÍBEM A IDOLATRIA NO FINAL DE CADA VERSÍCULO ??

O primeiro versículo está acima, e o segundo está abaixo:

"Diz (Ó Muhammad): 'Eu não sou mais do que um ser humano como vocês. Foi-me revelado que o vosso Deus é um Deus. Portanto, vocês devem observá-lo sozinho, e pedir o Seu perdão, e ai dos idólatras '. "(41: 6)

Os verdadeiros crentes acreditam que o Alcorão é Completo, perfeito, detalhado, e A ÚNICA FONTE de orientação religiosa. Só os adoradores de ídolos procurarão outra coisa além do Alcorão. Seguir "Hadith e Sunnah" é idolatrar o profeta Muhammad contra a sua vontade. (é calúnia e difamação)

"Não é suficiente para eles que o livro tenha sido revelado a ti e o qual é lhes recitado?" 29:51

Por Rashad Khalifa em Quran, Hadith, e Islam
Tradução Pollyanna Meira



Nenhum comentário:

Postar um comentário