TRADUTOR/TRANSLATE

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Você segue estudiosos cegamente, sem conferir/questionar? Então, essa nota é pra você.

O Islã não ensina/suporta seguir cegamente. 

Isso é comumente praticado em alta escala nos chamados "países muçulmanos" e, por outro lado, por pessoas que acham que os estudiosos são a base do conhecimento e entendimento do alcorão. Primeiro de tudo, temos de saber o que é a fonte de direito no Islã, e, em seguida, que o Islã só pode ser julgado por essa fonte. Qual é a fonte de direito no Islã? Aqui está a resposta:

"Dize: Poderia eu anelar outros árbitros que não fosse Deus, quando foi Ele Quem vos revelou o Livro totalmente detalhado? Aqueles a quem revelamos o Livro sabem que ele é uma revelação verdadeira, que emana do teu Senhor. Não sejas, pois, dos que duvidam. " 6:114

Ao ver o versículo acima, fica claro que a fonte de direito no Islã é Alcorão e, APENAS o Alcorão. É por isso que nenhum mestre ou nenhuma outra coisa é permitida a serem seguidas ao lado Alcorão:

"Segui o que vos foi revelado por vosso Senhor e não sigais outros protetores em lugar d'Ele. Quão pouco meditais! " 7:3

O Islã ensina fé cega? - A resposta  para essa pergunta é não!, por razões que se seguem: 

1. No Islã, não devemos seguir a religião dos nossos pais cegamente (31:21, 2:170 e 5:104)

2. No Islã, temos que verificar a verdade por nós mesmos (usando intelecto / razão), antes de qualquer coisa. (17:36) 

3. No Islã, não podemos seguir conjecturas (53:28, 10:36, 66) 

4. No Islã, não devemos seguir a multidão, porque a maioria das pessoas segue apenas conjecturas (6:116). 

5. No Islã. Somos instruídos a usar a arma do intelecto para convidar outras pessoas ao caminho certo (16:125) 

6. Allah exorta-nos a usar o intelecto/razão (Aql) e Ele não gosta daqueles que não usam seu intelecto. (8:22, 7:169 e 25:44)

Pergunte a si mesmo, como pode ser permitida a "obediência cega" em um sistema onde não é permitido seguir nada sem a verificação (pelo próprio indivíduo) de sua autenticidade? Portanto,  agora é a sua decisão, aceite a verdade ou viva em seu próprio mundo de fantasias ...

Nenhum comentário:

Postar um comentário