TRADUTOR/TRANSLATE

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Suicídio intelectual

Atrocidades hediondas continuam em nome de Deus. Quando será que os muçulmanos silenciosos despertarão de seu sono para levantar a cabeça sobre o câncer raivoso que se espalha dentro de nossa comunidade?
Quando eles vão realmente tentar compreender as raízes do mal e que eles têm, evidentemente, abandonado (25:30)?
O que é que fornece o sufixo "ismo" ao Islã? Quais são as fontes onde enlouquecidas mentes fanáticas e iludidas encontram munição? O que têm os muçulmanos, em sua obediência cega continuamente e sem querer, sancionado em nome da religião geração por geração?
Um clérigo enlouquecido pode dizer? Mas onde é que o clérigo enlouquecido encontra suas justificativas? Quais as fontes que eles usam para doutrinar?
Uma pessoa não pode ver?
Muçulmanos passivos devem acordar e lidar com o veneno séptico que apodrece dentro e gera ódio em nome do Islã. Eles devem enfrentar as fontes que criaram um contador de narrativa que é tão poderoso e vasto que tornou-se enraizado no pensamento popular.
Uma alternativa, justificada, uma interpretação pacífica existe! Que não precisa confiar cegamente no contexto de interpretações antiquadas conduzidas por um povo do passado de forma acrítica!
Precisamos recuperar o Alcorão dos grilhões enferrujados que foram impostos sobre ele por muito tempo.
Temos que permitir interpretações justificadas, caso contrário seremos silenciados pelas próprias massas que estão revoltadas com os crimes cometidos por alguns em nome da religião.
Precisamos acordar! Devemos acordar agora!
Joseph Islam
Tradução Pollyanna Meira

Nenhum comentário:

Postar um comentário