TRADUTOR/TRANSLATE

domingo, 22 de março de 2015

As mentiras da afirmação "design inteligente não é ciência, pois não publica em periódicos com revisão por pares"


Uma das críticas ao movimento Design Inteligente é que ele não publica em periódicos com revisão por pares e, portanto, não é ciência. 

Segundo os defensores do movimento, essa crítica falha tanto na teoria como nos fatos.

***

Teoria
A revisão por pares é irrelevante como um requisito da ciência. Stephen Jay Gould e outros cientistas eloquentemente afirmaram isso quando escreveram:

A qualidade de uma aproximação ou opinião científica depende da força de suas premissas factuais e na profundidade e consistência de seus raciocínios, não em sua aparição em um periódico particular ou em sua popularidade entre os cientistas.

De fato, se um conceito precisa ser revisado por pares para ser científico, a ciência jamais progrediria, pois cada idéia nova inicia como uma opinião minoritária e não publicada. Por essa razão, a Suprema Corte dos Estados Unidos regulamentou que a revisão por pares “não necessariamente se correlaciona com confiabilidade, e em algumas instâncias teorias bem fundamentas, mas inovadoras não serão publicadas.”

Na verdade, o sistema de revisão por pares tem frequentemente rejeitado afirmações que são verdadeiras. O historiador da ciência Juan Miguel Campanario tem documentado inúmeras instâncias onde periódicos top rejeitaram artigos científicos significantes, incluindo um caso onde a Nature rejeitou uma pesquisa que mais tarde ganhou o prêmio Nobel em fisiologia ou medicina.

Fatos
Essa crítica ao Design Inteligente é falsa. Há diversos artigos científicos pró Design Inteligente publicados por proponentes do Design Inteligente em periódicos científicos com revisão por pares, incluindo Journal of Molecular Biology, Protein Science, The Quarterly Review of Biology, Theoretical Biology and Medical Modelling, Journal of Advanced Computational Intelligence and Intelligent Informatics, Physics of Life Reviews, Cell Biology International, BIO-Complexity, Rivista di Biologia/Biology Forum, Proceedings of the Biological Society of Washington, and Annual Review of Genetics.

Em 2011, o movimento Design Inteligente publicou o seu artigo científico revisado por pares de número 50. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário