TRADUTOR/TRANSLATE

sexta-feira, 10 de abril de 2015

A única razão pela qual sunnitas e xiitas existem


Porque na fabricada história islâmica chamada "hadith", o Profeta supostamente nomeou alguém para ser o "líder" em sua comunidade. 


Alguns livros dizem que ele nomeou Ali, outros dizem que nomeou Abu Bakr (o pai dos camelos). 

Então, supostamente, depois do Profeta ter sido envenenado, deitado em seu leito de morte com os seus chamados "amigos e companheiros" sentados ao seu redor (e antes que chegasse a hora final), ele pediu uma "pena" para que pudesse escrever, mas seus amigos estavam discutindo sobre dar a este homem doente e pobre, que eles acreditavam ser o Profeta, uma simples "pena" para que ele pudesse "escrever" algo para que todos não viessem a se perder... (eu pensei que o Profeta não sabia ler nem escrever).. hmm estranho de qualquer maneira. 

Eles não lhe deram a pena, então, o Profeta morreu sem escrever. Após a sua morte, todos os companheiros começam a se matar, e a comunidade se dividiu sem saber a quem eleger. 

Assim, eles dividiram as pessoas da vila em duas seitas: os seguidores de Ali e os de Abu Bakr. Eles ficaram tão ruins e a paz da cidade tão destruída que os pagãos vieram e se uniram com certos muçulmanos e começaram a matar todos eles na estratégia de dividir e conquistar. 

E hoje, os muçulmanos estão seguindo contos de ahadith, se dividiram em sunnitas e xiitas (cada qual com seus livros de histórias fabricadas por pessoas que mataram, abusaram e assistiram o Profeta morrer em sua cama), e todos começaram a ser adorados após suas mortes!.

Engraçado, até para o último sermão do Profeta existem 3 versões diferentes de história.

Mal o Profeta morreu e eles começaram a lutar e matar uns aos outros, "sahabahs" hipócritas.



Nenhum comentário:

Postar um comentário