TRADUTOR/TRANSLATE

domingo, 21 de junho de 2015

"Possessão Demoníaca"

Livre-arbítrio:


Possibilidade de decidir, escolher em função da própria vontade, isenta de qualquer condicionamento, motivo ou causa determinante.


"E Jesus, vendo que a multidão, correndo, se aglomerava, repreendeu o espírito imundo, dizendo: Espírito mudo e surdo, eu te ordeno: Sai dele, e nunca mais entres nele." Marcos 9:25

“E guardamos os céus de todo demônio e aquele que tentar espreitar persegui-lo-á um meteoro flamejante.” (Alcorão 15:18)  

"Mas o pai vivia dentro de terreiro de macumba, o filho cresceu ali, presenciando o mal, então, acabou sendo possuído pelo mal" ... Vou responder com a própria bíblia:  (Ezequiel 18:20) nos diz: “A alma que pecar, essa morrerá; o filho não levará a iniqüidade do pai, nem o pai levará a iniqüidade do filho
(Dt 24:16) Os pais não serão mortos pela culpa dos filhos, nem o filho pela culpa dos pais. (Isso contradiz mesmo a teoria do Pecado Original da bíblia :O)


Primeiro vamos falar sobre a paranormalidade (Trechos da entrevista de James Randi -76 anos, ganha a vida desmascarando, planeta afora, tudo o que acredita ser engodo, incluindo supostos médiuns e santos que choram sangue. Ex-mágico, ele usa seu conhecimento para revelar os truques que existem por trás de fenômenos tidos como inexplicáveis.- a Super Interessante

Se fenômenos paranormais não existem, por que tanta gente acredita neles?

É a vontade delas, na maior parte das vezes. Elas querem que esses fenômenos sejam verdade. Por isso, são suscetíveis a acreditar neles. Se aparece alguém que alega ser paranormal ou médium e dá um motivo extra para essas pessoas acreditarem no fenômeno, aí elas mergulham na mentira. Infelizmente, as coisas são assim. Digo para as pessoas: se vocês acham que tal fenômeno é verdadeiro, me deem as evidências e eu vou checar. Por isso ofereço 1 milhão de dólares. Minha atitude é bem clara.


O senhor afirma que os fenômenos ditos paranormais causam danos às pessoas. Como assim?

Eles provocam danos psicológicos, financeiros e emocionais. As pessoas que aceitam e acreditam nessas coisas acabam dependendo delas. E, assim, dependem de coisas que não são reais. Eles causam danos às pessoas à medida que elas acabam se afastando do mundo real. E isso é muito perigoso.


O senhor já teve contato com algum suposto paranormal que o tenha feito pensar: "Esse cara é bom"?

Nunca. Até hoje não conheci ninguém que tenha me impressionado. Odeio ter de dizer isso, mas é verdade. Gostaria de poder falar: "Oh, esse cara quase me pegou". Mas já andei pelo mundo todo e vi de tudo. Tenho 76 anos hoje e acho que já vi tudo o que as pessoas podem me oferecer nesse sentido.


Bem ... Espero que sua mente comece a trabalhar agora

=======

A palavra exorcismo deriva da palavra grega “exousia” que significa juramento. Conforme o estudioso religioso James R. Lewis explica em seu livro “Satanism Today: An Encyclopedia of Religion, Folklore, and Popular Culture” (em português, algo como “Satanismo Hoje: Uma Enciclopédia de Religião, Folclore e Cultura Popular”), “exorcizar, portanto, significa algo ao longo das linhas de colocar o espírito possuído sob juramento – invocando uma autoridade superior para compelir o espírito – em vez de verdadeiramente ‘expulsá-lo’”. Isso fica claro quando a entidade demoníaca é ordenada a deixar a pessoa não pela autoridade de um sacerdote, mas, por exemplo, “em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo”. 

Aqueles que professam a crença em possessões demoníacas por vezes descrevem sintomas que são comuns a várias doenças mentais, como histeria, mania, psicose, síndrome de Tourette, epilepsia, esquizofrenia ou transtorno dissociativo de identidade.** Em casos de transtorno dissociativo de identidade em que a personalidade é questionada quanto à sua identidade, 29% são relatados como possessões de demônios. Além disso, há uma forma de monomania denominada "demoniomania" ou "demonopatia" em que o paciente acredita que está possuído por um ou mais demônios.

A ilusão de que o exorcismo funciona em pessoas com sintomas de possessão é atribuída por alguns ao efeito placebo e ao poder da sugestão. Algumas pessoas supostamente possuídas são realmente narcisistas ou sofrem de baixa auto-estima e agem como uma "pessoa possuída por um demônio" com o propósito de ganhar atenção.

Historicamente, a possessão demoníaca era considerada a causa da loucura. Um dos livros embora um clássico documento, relegado à segundo plano por sua opção religiosa sobre o tema é "A Loucura sob novo prisma" do médico homeopata e cirurgião, espírita, Bezerra de Menezes (1831 — 1900). No desenvolvimento da psiquiatra no Brasil esse tema também foi abordado sobretudo pela escola baiana, entre outros) sobretudo por Nina Rodrigues (1862 — 1906) que apesar da carga de preconceitos e patologização de manifestações religiosas (interpretando estas como manifestações epilépticas ou histéricas) conseguiu reunir e produzir considerável material etnográfico sobre as religiões africanas tendo como continuadores vultos como Estácio de Lima (1897 — 1984), Arthur Ramos (1903 -1949) entre outros.

A interpretação psicanalítica inaugurou uma forma de estudo até hoje válida, na perspectiva da relação entre o conteúdo religioso e manifestações criminosas. Pode-se tomar como marco dessa abordagem o trabalho de Sigmund Freud “Uma neurose demoníaca do século XVII” (1922)

Hoje em dia considera-se que a maioria dos casos de possessão demoníaca são distúrbios sociológicos, e não patológicos. Dalgalarrondo em estudo de revisão de trabalhos publicados desde o final do século XIX sobre messianismo; "loucura religiosa" e trabalhos contemporâneos relacionando religião, uso de álcool e drogas, além de algumas condições clínicas (esquizofrenia e suicídio), refere-se à ausência de uma linha de pesquisa que proporcione uma melhor articulação entre investigação empírica e análise teórica dos dados, assim como um diálogo mais próximo da psiquiatria com ciências sociais, como a antropologia e a sociologia da religião para um maior avanço nesta área.

*a b How Exorcism Works
*J. Goodwin, S. Hill, R. Attias "Historical and folk techniques of exorcism: applications to the treatment of dissociative disorders"
*Journal of Personality Assessment (abstract)
*Microsoft Word - Haraldur Erlendsson 1.6.03 Multiple Personality
*Voice of Reason: Exorcisms, Fictional and Fatal
*Manual para a Imprensa - Boas Práticas de Comunicação e Guia com recomendações para um texto claro e esclarecedor sobre doenças mentais e psiquiatria, site da Associação Brasileira de Psiquiatria
*Freud, Sigmund. Uma neurose demoníaca do século XVII (1922), Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro, Imago, 1976.
*History of ‘Spiritist madness’ in Brazil, site da Associação Brasileira de Psiquiatria
*Estudos sobre religião e saúde mental realizados no Brasil: histórico e perspectivas atuais. Rev. psiquiatr. clín. v.34 supl.1 São Paulo 2007 PDF Jan.2011.

"Depois de assistir a 50 exorcismos durante a pesquisa para o seu livro, Michael Cuneo afirma que nunca viu nada de sobrenatural ou inexplicável: nenhuma levitação, ou cabeças girando, ou marcas de arranhões demoníacos que aparecem de repente no rosto de alguém – mas viu muitas pessoas emocionalmente perturbadas em ambos os lados do ritual"

(- Comportamento agressivo, explicado por quase todos os transtornos de humor (Depressão, Transtorno Bipolar, Borderline etc.)Além do caso da Esquizofrenia que apresenta tal sintoma e quase seus 5 tipos;

- Profanação: Levando-se em consideração que uma pessoa com esquizofrenia seja de uma família totalmente religiosa e tal seja submetida a um exorcismo, é claramente possível que ela usará da profanação para extravagar e demonstrar seus sintomas de agressivadade e irritabilidade;

- Auto-mutilação, presente em vários transtornos psicológicos e psiquiátricos como Borderline, Depressão, Esquizofrenia, Transtorno Bipolar etc;

- Conhecimentos ampliados e dominação de várias linguas, de acordo com observações, os casos onde pacientes utilizam da dominação de várias línguas não é algo completo, é parcialmente, como apenas palavras religiosas, profanações, o que se levarmos em conta, se um doente é criado em uma família totalmente rigorosa e religiosa poderá ser motivo de rebeldia e até usar disso para persuadir)

O professor Giorgio Codarini, psiquiatra e estudioso de demonologia, evidencia que no curso dos séculos existiu constantemente a tentativa de representar a força do mal. A neurose demoníaca se tornou objeto de estudo, evolução paralela da psicologia e da psicanálise. “A tarefa do psicanalista - afirma Codarini - é de tornar linguística, transformar em uma história, aquela experiência que transborda no delírio e busca elementos onde se origina o estado nervoso. Não é uma leitura ontológica, não crê na presença do ser que encarna o mal, mas estuda aquilo que é simbólico. E há casos em que ele admite ser impotente e encerra o trabalho”.

Segundo o psicanalista, existem pelo menos dois estados que, em alguns casos mais extremos, poderiam se chamar demoníacos: (((as histerias, que são nervosas, onde se registram mudanças de voz, o falar línguas desconhecidas; e as esquizofrenias, que são psicoses, caracterizadas por distúrbios psiquiátricos com êxtases muito perigosos, o contínuo ouvir vozes, ou emitir risadas anormais.))) Neste caso é como se tivesse diante de si mais pessoas que uma só. “Não tenho elementos para demonstrar que são possessões demoníacas - disse Codarini - mas naquelas pessoas percebo algo de anormal no rito do falar, na tipologia de linguagem adotada e no discurso. O mundo externo é como se não existisse, e existe uma apreciação fora dele”.


Podem ser problemas espirituais, da alma ou mesmo psicológicos. 

=======

Casos que terminaram em morte


"Em 2003, um menino autista de 8 anos de Milwaukee, Wisconsin (EUA), foi morto durante um exorcismo por membros da igreja que culparam um demônio pela sua deficiência. Em 2005, uma jovem freira na Romênia morreu nas mãos de um sacerdote durante um exorcismo depois de ser ligada a uma cruz, amordaçada e privada de comida ou água por dias em um esforço para expulsar os demônios.

No dia de Natal de 2010 em Londres, na Inglaterra, um garoto de 14 anos chamado Kristy Bamu foi espancado e morreu afogado por parentes que tentavam exorcizar um espírito maligno do menino.
O próprio filme famoso “O Exorcismo de Emily Rose” trata de um desses casos tristes. Esse roteiro, sim, é baseado em uma história de horror real: a de uma garota com problemas mentais que foi morta por padres exorcistas.

A alemã Anneliese Michel experimentou graves distúrbios psiquiátricos a partir dos 16 anos de idade até sua morte, aos 23 anos, sendo que seu quadro clínico era composto desde desnutrição secundária à doença mental.

Depois de vários anos de tratamento psiquiátrico sem resultado, ela recusou tratamento médico e solicitou um exorcismo. As graves consequências atribuídas ao ritual de exorcismo sobre a jovem motivaram a abertura de um processo criminal pelos promotores de justiça locais contra os pais de Anneliese e os padres exorcistas, causando uma grande polêmica em toda a Europa. Tanto os padres quanto os pais de Michel foram condenados por homicídio negligente por terem renunciado ao tratamento médico por meio do exorcismo."[LiveScience] 


Uma mulher foi presa depois de causar lesões a um menino de 2 anos afirmando que ele estava possuído. Ela realizou cerimônia de ressurreição na criança.

Aracely Meza é esposa do pastor Daniel Meza, que preside os cultos de uma igreja em sua casa. Eles vivem no Texas, EUA, onde cerimônia ocorreu.

Padre romeno leva uma freira, Irina Cornici, à morte, depois de um ritual de exorcismo. Ela ficou cinco dias amarrada à uma cruz sem comer, nem beber.  Também veio a tona, após a morte de Cornici, a informação de que ela havia sido diagnosticada como esquizofrênica e que, portanto, sua "possessão" seria, na verdade, uma crise. "Nós a amarramos porque ela não parava de se bater e se ferir. Nós a encontraríamos morta em seu quarto eventualmente". (Foi informado que ela morreu de overdose pela adrenalina dada pelos médicos, mas nada disso teria acontecido se em vez de exorcismo tivessem levado ela ao médico.)

Em 1999, o Vaticano informou que os sacerdotes deveriam considerar a psquiatria moderna antes de realizar qualquer ritual de exorcismo.

Na Coréia do Sul, um pastor e sua esposa estão atualmente em custódia da polícia por ter matado seus filhos, de acordo com um relatório da CNN. O pastor, Park, e sua esposa, Cho, foram acusados ​​de matar seus três filhos de fome para afastar os maus espíritos. As três crianças, com idades entre nove, sete e três, estavam doentes. Mas Park e a mulher, que supostamente abriram uma igreja em 2009, acreditavam que era sinal de maus espíritos. Eles alegaram que as crianças estavam possuídas por demônios. Então, eles submeteram as crianças a um processo de libertação que levou à suas mortes. Eles cortaram o cabelo das crianças, deixaram elas com fome, e deram-lhes apenas água. Pastor Park e sua esposa amarraram os braços e as pernas das crianças e prenderam elas várias vezes. Os três morreram no mesmo dia, em poucas horas. De acordo com a polícia, o casal em sua declaração, disseram que estavam rezando na esperança de ressuscitar as crianças! A polícia da Coreia do Sul está investigando o caso e pretende processar o casal em breve.




No meio muçulmano também


Em 2012, seis pessoas foram julgadas em um tribunal na Bélgica em conexão com o assassinato de uma jovem muçulmana em um ato mortal de exorcismo de 2004. Seu corpo foi encontrado coberto de hematomas, e seus pulmões cheios de água.

Os detidos no caso incluem dois auto-nomeados exorcistas, o marido da vítima e três membros do sexo feminino de um grupo muçulmano radical. O marido dela mais tarde admitiu aos investigadores que sua esposa foi submetida a sessões de exorcismo ao longo de um mês para expulsar de seu corpo os demônios que "a impediam de engravidar."

Durante este período, a jovem tinha engolido litros de água benta, de acordo com relatos da imprensa belga. Ela foi alimentada com duas colheres de iogurte todos os dias e sempre teve fones de ouvido que jogavam versos do Alcorão. A fim de expulsar os demônios, os exorcistas supostamente colocavam os dedos na garganta da mulher, forçou-a a tomar banho em água quente e batiam nela com uma vara. 

Além disso, em 18 de outubro de 2012, um tribunal britânico condenou três homens por agressão e lesão corporal real depois de terem batido em um mulher membro da família que eles acreditavam que tinham sinais de possessão demoníaca. Ela foi espancada por quase oito horas em 07 de janeiro de 2011. Um quarto suspeito, continua foragido.


=======

Depoimento no Youtube
Canal: ConscienciaDosAtos

Sei que pra quem acredita em demônios nada do que eu falar aqui vai servir de argumento, mas não custa tentar: O caso da Anneliese Michel foi sim um caso de esquizofrenia na qual apresentou quadro de epilepsia. O erro foi terem abandonado o tratamento médico para que a moça fosse exorcizada, no qual ocasionou a morte da mesma. Se serve de exemplo meu cunhado não sofre de epilepsia mas sim de esquizofrenia. Quando ele está sob efeito de remédios ao qual ele tem que tomar(vocês já vão entender porque), podemos conversar com ele normalmente parecendo ser uma pessoa saudável. Mas sem seus remédios pode se tornar perigoso, já chegou a me relatar que conversava com gigantes do tamanho de um prédio, empurrou o próprio pai de uma escada(não se machucou muito), via gente que vinha debaixo da terra e dizia que lá vivem pessoas pequenas, afirmou que pra fazer um filho de sangue puro e raça pura teria que gerar o filho com saco escrotal na boca da mulher(absurdo, mas é verdade), entre outras coisas totalmente fora da realidade que não vou nem citar. Acho que já deu pra entender que isso é uma doença séria e não pode de forma alguma ser negligenciada e muito menos ser tratada por padres e pastores. As pessoas precisam se informar mais, eu vejo cada absurdo na internet e tento entender... Como que pessoas com acesso a informação podem ser tão desinformadas? Realmente eu não sei se é preguiça ou medo de perceber que está errada ou foi enganada. Leiam isso aqui com atenção e aprendam alguma coisa, não só tem dados interessantes sobre a epilepsia, esquizofrenia, como relata um caso bem parecido com a da Anneliese Michel http://www.hcnet.usp.br/ipq/revista/vol30/n5/160.html

=======

Hipnose usada por líderes religiosos

"As técnicas usadas pelos grupos religiosos são semelhantes às “Lavagens cerebrais” usadas por Hitler e as que os Chineses vêm usando com os que se atrevem contestar as regras do regime comunista. Pois o “Estupro da Mente” explora diversos instintos do psiquismo humano, tais como: O “Instinto de submissão ao líder”, o instinto do “Quem vem lá”? O instinto de conservação, o instinto gregário, os Conflitos emocionais, etc. [...]

O pesquisador Italiano Michele C. Del, depois de realizar longos e aprofundados estudos sobre as Lavagens Cerebrais, em seu livro, “Apologéticas Seitas e Heresias” põem em evidência as peculiaridades mais usadas pelos religiosos. Sendo que a sociedade não tem noção exata de quanto esse procedimento está em voga. E o livro apresenta numerosos casos de lavagem cerebral exercidas pelos Pastores. 

Além de ser comum que os místicos, os sofredores e os acriançados, acreditem em explicações mágicas, pois nossa ávida credulidade seria uma das características mais comum dos humanos, não seria mera coincidência que no passado tenhamos achado que haveria uma relação causal entre os acontecimentos do dia- a -dia e nossos pensamentos, sonhos, rezas, desejos, gestos ou palavras; pois esse tipo de falácia, que recebe a expressão em latim de “Post Hoc Ergo Propter Hoc” que significa “após isso” ou “por causa disso”, teria sido muito comum." 

=======

Possessão demoníaca, Exploração baseada na fé, e na Violação dos Direitos Humanos


"A crença de que as crianças podem ser possuídas por espíritos malignos é um mito inventado por povos primitivos para explicar ou para tentar entrar em acordo com problemas ou doenças que eles não entendiam ou não sabiam como tratar. Essa crença ainda existe hoje em muitos lugares de todo o mundo devido ao medo, ignorância e doutrinação religiosa. O mito primitivo da possessão demoníaca está minando a saúde e direitos humanos das pessoas, especialmente crianças, mulheres e idosos. Está causando grave sofrimento e miséria. Está destruindo vidas humanas. Crenças não são inócuos como algumas pessoas podem pensar, elas moldam nossas ações e decisões. Em muitos casos as crenças que temos podem ser uma questão de vida ou morte para nós, para nossos membros familiares ou comunidade, portanto, precisamos pensar seriamente, criticamente sobre as crenças que as pessoas detêm e sua propagação na sociedade, dado que muitas vezes é difícil rastrear os crimes que muitos cometem em nome das crenças, idéias e dogmas equivocados.

Idéias irracionais como a crença em espíritos malignos ou o equívoco de que demônios causam doenças, não devem passar em branco sem serem debatidos ou questionados. Aqueles que propagam tais superstições devem ser responsabilizados. Pastores ou pessoas que tenham instigado as pessoas a matar ou mutilar seus filhos ou alguém em nome da possessão por espíritos do mal devem responder pelos seus crimes. Pastores ou clérigos que matam ou abusam de crianças, doentes e idosos em nome do exorcismo devem enfrentar a ira da lei.

Todas as pessoas racionalmente compassivas ao redor do mundo não devem permitir que estes abusos horríveis baseados na fé continuem. Devemos agir agora, ou pedir aos nossos governos que ajam." Leo Igwe 
=======

**Transtornos dissociativos geralmente ocorrem em relação temporal estreita com eventos traumáticos, problemas insolúveis e insuportáveis, ou relações interpessoais difíceis. Ocorre uma cisão (divisão) do ego(identidade pessoal) e uma nova personalidade com lembranças, consciência, identidade, percepção e controle dos movimentos corporais peculiares é formada. Esse fenômeno é conhecido como transtorno de despersonificação ou como transtornos egodistônicos.

Podem ser causadas por sugestão, sendo relacionado a sugestionabilidade do indivíduo, como uma hipnose ou, em casos mais graves, uma lavagem cerebral. O impacto e eficiência da sugestão é proporcional ao quanto a ideia sugerida atende às necessidades emocionais do individuo e de sua cultura. 1 Ou seja, quanto mais emocionalmente e psicologicamente abalado, com vida social e familiar insatisfatória, ansioso por aprovação social, impulsivo e emotivos mais sugestionável.

Também podem ser causados por excesso e falta de neurotransmissores de forma similar a esquizofrenias e delírios. Especialmente desregulação nas vias de dopamina, serotonina e catecolamina atuando em áreas relacionadas ao autocontrole, percepção, raciocínio e cinestesia.

Um comentário:

  1. O piór desafio que as femenistas temo que ATINJAM, é COM ESSA ABOMINÁVEL ATITUDE DE DEFENDER O HOMOSEXUALIMO conseguir nos tirar todas as nossas esposas... e fazer com que as mulheres se casem entre elas.

    Eu defendo que o homem é para mulher e a mulher é para o homem...

    Todos os animais criados fêmea e macho, na união... nunca eles são homosexuais.

    Deus não aprova isso.
    por isso que ele continua criando sexos DIFRENTES... ao contrário PODERIA criar seres com apenas único sexo!

    ResponderExcluir