TRADUTOR/TRANSLATE

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Até Quando?

Em que ponto começamos a interpretação da falta de "modéstia" como uma licença para maltratar nossos companheiros seres humanos?

Em que ponto nós fizemos ok pegar sagradas escrituras, distorce-las e usá-las como validação para um mau comportamento?

Por que nós usamos a religião para justificar nossos próprios defeitos?

Por que estamos usando nossa religião para negar e diminuir as formas de violência contra as mulheres, quando o islã já abordava as formas de violência contra as mulheres há 1.400 anos?

Por que estamos deixando homens e mulheres diminuírem outras mulheres somente porque elas não têm a visão patriarcal e cruel do islã como vocês gostariam que elas tivessem?

Onde foi que nós perdemos a essência e o espírito do islã, como sendo de suporte e empoderamento das mulheres, e em vez disso permitimos que interpretações patriarcais e misóginas tomem posse?

Quanto tempo é que vamos deixar o islã ser usado para justificar a violência contra as mulheres e ainda colocarmos as vítimas em um silêncio vergonhoso?

"Ela assediou meus sentidos visuais, vestindo-se provocativa. Ela começou isso."

"Ela ostentava todas as partes de seu corpo, então, eu não consegui me controlar. Ela começou isso."

"Se ela se vesti desse jeito, deve querer ser objetivada. Ela começou isso."

"Se ela age dessa maneira, ela deve querer isso, então, eu vou dar. Ela foi quem começou."

"Como é que eu posso ver uma mulher mostrando todas as partes do seu corpo - eu sou um ser humano, você sabe como os homens são, quando ela faz tudo isso. Ela começou."

Nenhum comentário:

Postar um comentário