TRADUTOR/TRANSLATE

sábado, 29 de agosto de 2015

Passado Moderno do Afeganistão

Recomendo 
Love Crimes of Kabul (documentário)


Muitas pessoas associam as mulheres afegãs à burca, vestimenta que cobre todo o rosto, cabeça e corpo de uma mulher, e é usado em alguns países islâmicos. Isto não é surpreendente, considerando que, sob o regime Taliban - um período que recebeu ampla cobertura da mídia ocidental - as mulheres foram obrigadas a usar a burca fora de casa. Mas não foi sempre assim. Uma agência da imprensa alemã (dpa) lançou recentemente uma série de fotos históricas que mostram as mulheres afegãs em roupas ao estilo ocidental e sem véus ou lenços. Qantara.de apresenta uma seleção dessas fotos


Esta foto, tirada em 1962, mostra duas estudantes de medicina na Universidade de Cabul, ouvindo sua professora enquanto examinam um modelo de gesso de uma parte do corpo humano. Naquela época, as mulheres desempenhavam um papel ativo na sociedade afegã. Elas também tinham acesso à educação e trabalhavam fora de casa.


Estilo nas ruas de Cabul: nesta foto que data de 1962, duas jovens mulheres vestidas em trajes de estilo ocidental são vistas fora dos estúdios da Rádio Cabul. Após o Talibã fundamentalista assumir o poder, em meados da década de 1990, as mulheres foram obrigadas a usar a burca em público.


Em meados da década de 1970, estudantes do sexo feminino era uma visão comum em institutos afegãos de educação, como a Universidade Politécnica de Cabul (foto). Cerca de 20 anos mais tarde, o acesso das mulheres à educação foi completamente negado. 


Ciência da computação em sua infância: nesta foto, um instrutor soviético é visto ensinando tecnologia da computação para estudantes afegãos no Instituto Politécnico de Cabul. Durante os 10 anos de ocupação soviética do Afeganistão 1979-1989, um número de professores soviéticos ensinaram em universidades afegãs.


Esta imagem de 1981 mostra estudantes afegãs em Cabul. Dois anos antes, a invasão soviética do Afeganistão levou a uma guerra de 10 anos. Quando os soviéticos se retiraram do país em 1989, seguiu-se uma guerra civil, que culminou com a adesão do Talibã ao poder em 1996.


Educação para todos: esta imagem mostra meninas afegãs em uma escola secundária em Cabul, na época da ocupação soviética. Quando o Talibã assumiu, em 1996, as mulheres e meninas foram impedidas de frequentar as escolas e o acesso à educação foi negado. Elas também foram proibidas de ocupar um emprego fora de casa.


A luta continua: nesta foto, que foi tirada em 1981, uma mulher sem um lenço na cabeça, é vista em uma rua de Cabul com seus filhos. Cenas como esta continuam a ser raras nestes dias. Mesmo quase 15 anos após a queda do regime talibã, as mulheres continuam a lutar pela igualdade na sociedade afegã dominada por homens. Por exemplo, há apenas uma mulher motorista de táxi em todo o país.
Apesar de se ver claramente uma totalmente velada lá atrás, penso que mesmo havendo algumas veladas não era obrigatório e imposto com tanta truculência como na fase pós talibã. 


Garota nômade do grupo étnico pashtun



Recomendo 
Dark Flowers: The Story of Self-immolation in Afghanistan


Nenhum comentário:

Postar um comentário