TRADUTOR/TRANSLATE

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Aborto

A cada 10 minutos uma mulher morre decorrente do aborto clandestino


Perguntas precisam ser feitas por todas as mulheres



  • Por que o governo/sociedade se preocupa (tão duramente) só com as crianças que estão no ventre?
  • Por que não estamos preocupados com a vida dessas mulheres? (a cada 10 minutos)
  • A questão do aborto é realmente sobre as crianças ou sobre o corpo das mulheres?
  • A proibição tem inibido os abortos?
  • Por que em países onde o aborto foi legalizado, os abortos diminuíram?
  • O governo e as religiões são donos dos corpos das mulheres?
  • Por que muitas mulheres devem sofrer a pena de morte?
  • Por que não existe uma educação sexual mais ampla e eficaz em todas as classes sociais?
  • Por que falar sobre sexo ainda é tabu?
  • Se uma mulher não tem condições financeiras/psicológicas de levar uma gravidez, cuidados com a criança etc, mesmo assim devemos forçá-la?
  •  O que vai acontecer com a criança, assim que ela nascer, se a mãe não a quer?
  • Por que essas mulheres (que decidem abortar) não estão tendo apoio psicológico/social?
  • Por que você como mulher, ou não, não dá a mínima por essas mulheres e crianças?
  • Por que essa questão não está sendo discutida/resolvida (entre as mulheres)?
  • Fechar os olhos é a saída? porque os abortos continuam acontecendo, sem ou com legalização.



Pessoas que não estão preparadas para ter filhos não deveriam ter filhos, nunca! deveria ser mais proibido que o aborto. 

Eu ainda acho desesperador o aborto, mas vivemos em uma sociedade onde as mulheres não têm o acolhimento necessário, nem a educação necessária dentro de uma lar. Vivemos sob leis que não protegem a mulher, em uma sociedade que não respeita a mulher. Nós simplesmente vivemos em um mundo onde as mulheres são odiadas, e odiamos umas as outras em sua maioria. O movimento feminista é mal visto, e muitas feministas ainda não sabem a importância de acolher, ouvir e apoiar. Vivemos em um mundo que não é seguro para as crianças. Não temos uma educação sexual favorável para os jovens. As pessoas, em sua maioria, não se preparam para ter filhos (o que é super importante) e mesmo que tenhamos tudo isso e mais ainda sim uma gravidez indesejada pode acontecer, e ainda assim é igualmente desesperador forçar uma mulher a uma gravidez/criança que ela não quer, ou talvez a um abrigo/adoção, e mesmo aqui não temos lar temporários ou um sistema de adoção eficaz. 


Eu vi esse documentário que está abaixo, "Vessel" pela netfix, se você tiver oportunidade de assistir (aqui está com as legendas em espanhol, mas na netflix tem legenda em português). o documentário conta a história da médica Rebecca Gomperts, que navega por águas internacionais providenciando um aborto seguro às mulheres de países que não garantem às mulheres alternativas legais e seguras) boa vontade para ler e estudar sobre assunto, junte-se a mim, vamos fazer perguntas, encontrar soluções.


Nenhum comentário:

Postar um comentário