TRADUTOR/TRANSLATE

domingo, 10 de janeiro de 2016

"Darwin matou deus?"

"Entrevistador: De acordo com uns, a evolução é a sobrevivência dos genes. O que acha disso?

Francis Collins: Bem, acho que é uma visão muito estreita. Quero dizer, um gene é apenas um pacote de DNA. Nem sabemos mais qual é o limite desse pacote. A definição de gene ficou bem imprecisa. Mas digamos que é um gene que codifica a proteína. Essa proteína não opera num vácuo. Ela interage com outros. Portanto, a evolução na verdade age no organismo, ou até mesmo sobre um grupo de organismos. Portanto, não acho que alguém possa compreender a seleção natural em sua verdadeira plenitude reduzindo-a a algo tão simples como um gene egoísta, e essa é a única unidade que existe ali. Os ultradarwinistas estão errados ao dizer que a evolução diz respeito somente à sobrevivência do gene.

E.: Mas e a alegação deles, de que evolução pressupõe ateísmo?

F. C.: Bem, acho que isso vai além da evidência. Ateísmo, a afirmação de que Deus não existe, não é algo científico. Vamos esclarecer isso. A ciência é limitada a fazer afirmações sobre a natureza. Por sinal, ela é muito boa nisso, em descobrir como as coisas funcionam. Mas a ciência comete um erro categórico ao reivindicar domínio sobre a questão de Deus.
Sim, a evolução é verdadeira, mas sim, Deus é o criador do universo, do nosso planeta, de você e de mim, e Deus simplesmente usa o processo de evolução para conduzir a criação de forma inacreditavelmente elegante. Acho que a evolução é a resposta para "como?" Deus é a resposta para "por quê?" "

Fonte: BBC: "Darwin matou deus?"
(Obsr: Não concordo com todos os pontos levantados no Doc.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário