TRADUTOR/TRANSLATE

domingo, 21 de fevereiro de 2016

ISLÃ POLÍTICO

O que acontece quando mesclamos hadiths ao Alcorão:

"Métodos estatísticos aplicados aos textos islâmicos (que incluem hadith, Alcorão & siraSira ou Sirat Nabawiyya é um termo que se refere às várias biografias do profeta Muhammad, a partir das quais é possível obter informação sobre a sua vida e sobre a história mais antiga da comunidade islâmica.) mostraram que:
*O Islã é muito mais um sistema político que uma religião.
*Não há bem absoluto no Islã para o Kafir (não-muçulmano).
*O sistema ético do Islã é dualista e não se baseia na "Regra de Ouro".
*A doutrina islâmica não pode ser conciliada com os nossos conceitos de direitos humanos e nossa Constituição.
*A grande maioria, 96%, de toda a doutrina islâmica, subjuga as mulheres.
*A Sunna (o que "Muhammad" fez e disse) é mais importante do que o Corão na vida diária de um muçulmano."

Assim, 60% das fontes "islâmicas" são baseadas nos hadiths, 26% na sira e APENAS 14% no Alcorão!
86% é sobre tudo que está, literalmente, FORA do Alcorão.


"This is born out further by noticing that the Koran does not contain enough information to practice even one of the Five Pillars of Islam. Only the Sunna (primarily the Hadith for religious practice) tells the Muslim how to worship. So the statistical measure shows that Islam is also Mohammedism."


Veja o vídeo abaixo sobre Jihad X cruzadas
https://www.youtube.com/watch?v=I_To-cV94Bo

Fonte: (CSPI) Centro de Estudo do Islã Político
grave esse nome

Nenhum comentário:

Postar um comentário