TRADUTOR/TRANSLATE

sábado, 9 de julho de 2016

~Quibla~ & ~al masjd al haram~

(ainda não finalizada...)


No séc vlll baghda era o centro de conhecimento islâmico, não Meca

No momento da oração, não devemos voltar nossos rostos para Meca, Deus está em todos os lugares, 

A virtude não está em voltardes as faces para o oriente e para o ocidente. Mas a virtude é a de quem crê em Deus, no Último Dia, nos anjos, no Livro, e nos Profetas; quem concede sua riqueza, embora a ela apegado, aos parentes, órfãos, pobres, ao viajante, aos pedintes, e para libertar os escravos. E aqueles que oram, pagam o zakat, honram seus pactos, e são perseverantes na adversidade e no infortúnio e em tempo de guerra. Esses são os verídicos. E os que temem a Deus.” (Alcorão 2:177)

"Tanto o levante como o poente pertencem a Deus e, aonde quer que vos dirijais, notareis o Seus Rosto, porque Deus é Munificente, Sapientíssimo." 2:115

Você não precisa ter nenhuma bússola, ou consultar um mapa geográfico para conhecer a verdadeira "qiblah" do nosso Senhor. Não existe NADA sobre o cuboide de Meca no Alcorão.

Quibla, na verdade, é o direcionamento tanto espiritual quando político que decidimos tomar. A quibla mudou de direção na época do Profeta Muhammad. As primeiras mesquitas não eram direcionadas para Meca. Depois da morte do Profeta, a quibla (tanto a espiritualidade do povo quanto a política que seguiam) mudou de direção. Mesquitas não são apenas lugares religiosos, mas também políticos (nem sempre a política ou espiritualidade é boa). Em nenhum lugar do Alcorão quibla está relacionada à oração. Quando os muçulmanos conquistavam novos territórios, a primeira coisa que faziam era construir mesquitas. 




E revelamos a Moisés e ao seu irmão: Erigi os abrigos para o vosso povo no Egito e fazei dos vossos lares uma quibla; (direção??) observai a oração, e anuncia (ó Moisés) boas novas aos fiéis!

Os néscios dentre os humanos perguntarão: Que foi que os desviou de sua tradicional quibla? Dize-lhes: Só a Deus pertence o leste e o oeste. Ele encaminhará à senda reta a quem Lhe apraz.

E, deste modo, (ó muçulmanos), colocamos vocês em uma nação de centro, para que sejais testemunhas da humanidade, assim como o Mensageiro será para vós. Nós não estabelecemos a quibla que tu (ó Mohammad) seguis, senão para distinguir aqueles que seguem o Mensageiro, daqueles que desertam, ainda que tal mudança seja penosa, salvo para os que Deus orienta. E Deus jamais anularia vossa obra, porque é Compassivo e Misericordiosíssimo para a humanidade.

Vimos-te (ó Mensageiro) orientar o rosto para o céu; portanto, orientar-te-emos até a quibla que te satisfaça. Orienta teu rosto para a al maSJD al haram! E vós (crentes), onde quer que vos encontreis, orientai vossos rosto até ela. Aqueles que receberam o Livro, bem sabem que isto é a verdade de seu Senhor; e Deus não está desatento a quanto fazem.

Ainda que apresentes qualquer espécie de sinal ante aqueles que receberam o Livro, jamais adotarão tua quibla nem tua dotarás a deles; nem tampouco eles seguirão a quibla de cada um mutuamente. Se te rendesses aos seus desejos, apesar do conhecimento que tens recebido, contar-te-ias entre os iníquos. 2:142,143,144,145

Meca é um lugar cheio de corrupção, o islam praticado lá é distorcido, a pedra negra é apenas um ídolo. 


al maSJD al haram não significa nada em Meca

Meca não está em mapas antigos

O significado literal de "al Masjid al-Haram" é, mais ou menos, "o inviolável*/restrito/proibido/ sagrado implementado SJD reconhecimento"

* "Inviolável" significa simplesmente o que não pode ser violado/infringido. Este significado parece ser o mais coerente para as suas ocorrências (veja a raiz: HRM).

Vamos verificar todos os versos com a palavra al masjd al haram

Vimos-te (ó Mensageiro) orientar o rosto para o céu; portanto, orientar-te-emos até a quibla que te satisfaça. Orienta teu rosto para al maSJD al haram! E vós (crentes), onde quer que vos encontreis, orientai vossos rosto até ela. Aqueles que receberam o Livro, bem sabem que isto é a verdade de seu Senhor; e Deus não está desatento a quanto fazem 2:144

Aonde quer que te dirijas (ó Mohammad), orienta teu rosto para al maSJD al haram , porque isto é a verdade do teu Senhor e Deus não está desatento a quanto fazeis. 2:149


Aonde quer que te dirijas, orienta teu rosto para al maSJD al haram. Onde quer que estejais (ó muçulmanos), voltai vossos rostos na direção dela, para que ninguém, salvo os iníquos, tenha argumento com que refutar-vos. Não temais! Temei a Mim, a fim de que Eu vos agracie com Minhas mercês, para que vos ilumineis. 2:150


Matai-os onde quer se os encontreis e expulsai-os de onde vos expulsaram, porque a perseguição é mais grave do que o homicídio. Não os combatais na al maSJD al haram, a menos que vos ataquem. Mas, se ali vos combaterem, matai-os. Tal será o castigo dos incrédulos. 2:191


E cumpri a peregrinação e a Umra, a serviço de Deus. Porém, se fordes impedidos disso, dedicai uma oferenda do que vos seja possível e não corteis os vossos cabelos até que a oferenda tenha alcançado o lugar destinado ao seu sacrifício.Quem de vós se encontrar enfermo, ou sofrer de alguma infecção na cabeça, e a raspar, redimir-se-á mediante o jejum, a caridade ou a oferenda. Entretanto, em condição de paz, aquele que realizar a Umra antes da peregrinação, deverá, terminada esta, fazer uma oferenda daquilo que possa. E quem não estiver em condições de fazê-lo, deverá jejuar três dias,durante a peregrinação, e sete, depois do seu regresso, totalizando dez dias. Esta penitência é para aquele que não reside próximo a al maSJD al haram. Temei a Deus e sabei que é Severíssimo no castigo. 2:196



Quando te perguntarem se é lícito combater no mês sagrado, dize-lhes: A luta durante este mês é um grave pecado;porém, desviar os fiéis da senda de Deus, negá-Lo, privar os demais da al maSJD al haram e expulsar dela os seus habitantes é mais grave ainda, aos olhos de Deus, porque a perseguição é pior do que o homicídio. Os incrédulos, enquanto puderem, não cessarão de vos combater, até vos fazerem renunciar à vossa religião; porém, aqueles dentre vós que renegarem a sua fé e morrerem incrédulos tornarão as suas obras sem efeito, neste mundo e no outro, e serão condenados ao inferno, onde permanecerão eternamente. 2:217



Ó fiéis, não profaneis os relicários de Deus, o mês sagrado, as oferendas, os animais marcados, nem provoqueis aqueles que se encaminham à Casa Sagrada , à procura da graça e da complacência do seu Senhor. E quando estiverdes deixado os recintos sagrados , caçai, então, se quiserdes. Que o ressentimento contra aqueles que trataram de impedir-vos de irdes à  al maSJD al haram não vos impulsione a provocá-los, outrossim, auxiliai-vos na virtude e na piedade. Não vos auxilieis mutuamente no pecado e na hostilidade, mas temei a Deus, porque Deus é severíssimo no castigo. 5:2


E por que Deus não há de castigá-los, sendo que impedem a entrada (dos fiéis) na al maSJD al haram, apesar de não serem os seus guardiões? Ninguém o é, a não ser os tementes; porém, a maioria deles o ignora. 8:34

Como podem os idólatras fazer um tratado com Deus e Seu Mensageiro - Exceto aqueles com os quais tenhas feito um tratado, junto à al maSJD al haram? Sê verdadeiro com eles, tanto quanto forem verdadeiros para contigo, pois Deus estima os tementes. 9:7

Ó fiéis, em verdade os idólatras são impuros. Não deixem que se aproximem da al maSJD al haram! E se temeis a pobreza, sabei que se a Deus aprouver, enriquecer-vos-á com Sua bondade, porque é Sapiente, Prudentíssimo. 9:28

Não foi para os idólatras que desenvolvemos maSaJiD de Deus, sendo que reconhecem que são incrédulos. São aqueles, cujas obras se tornaram sem efeito, e que morarão eternamente no fogo infernal. 9:17

Os únicos que desenvolvem a maSaJiD de Deus são aqueles que creem em Deus e no Dia do Juízo Final, observam a oração, pagam o zakat, e não temem ninguém além de Deus. Quiçá, estes se contem entre os encaminhados. 9:19

Glorificado seja Aquele que, durante a noite, transportou o Seu servo, tirando-o da al maSJD al haram e levando-o al maSJD al aqsa, cujo entorno bendizemos, para mostrar-lhe alguns dos Nossos sinais. Sabei que Ele é Oniouvinte, o Onividente. 17:1

17:1 Glory be to the One who took with/by His servant (at) night from al maSJD al haram ila/to al maSJD al aqsa which We have blessed around* it that We may show him of Our signs. Indeed, He is the Listener, the Seer. *Observe o muitas vezes esquecido "cujo entorno bendizemos", não "ele" em si, mas o entorno dele.

Se praticardes o bem, este reverte-se-á em vosso próprio benefício; se praticardes o mal, será em prejuízo vosso. E quando se cumpriu a (Nossa) Segunda cominação, permitimos (aos vossos inimigos afligir-vos e invadir a maSaJiD, tal como haviam invadido da primeira vez, e arrasar totalmente com tudo quanto havíeis conquistado. 17:7 

Pode ser que o vosso Senhor tenha misericórdia de vós**; porém, se reincidirdes (no erro), Nós reincidiremos (no castigo) e faremos do inferno um cárcere para os incrédulos. 17:8 **Está falando daqueles em oposição à época desta revelação. Note que 17: 7 começa com uma partícula condicional (árabe: "in", português "se") e faz uma profecia usando verbos imperfeitos, o que implica que se refere ao futuro, não como tradicionalmente entendida referindo-se ao passado. Além disso, o seguinte verso 17: 8 acrescenta à indicação do futuro, alertando o público presente.

(Existem muitos fontes dizendo que o Profeta fez uma viagem espiritual e outras uma viagem física para a al aqsa mas a Mesquita al aqsa não existia nessa época, então podemos entender que Masjid significa um lugar de SJD, não um edifício real. Isso não pode ser um lugar físico "em cujo entorno bendizemos" tendo em vista a quantidade de conflitos e opressão que existe ali.  Notavelmente, no mesmo capítulo, em 17:93, o Profeta diz que é apenas um humano e não pode subir aos céus. Sonhos/visões também são descritos claramente no Alcorão, como no caso de José, do rei e de Abraão)

Em outras palavras, maSJD, amah e 'al Masjid al Aqsa "deve ser uma referência a um período de tempo. O maSJD, ou seja, al Masjid al-Haram / o tempo inviolável de SJD / reconhecimento, que ocorrem anualmente.

Quanto aos incrédulos, que vedam os demais da senda de Deus e al maSJD al haram, - a qual destinamos aos humanos,por igual, quer seja seus habitantes, quer sejam visitantes, - e que nela comete, intencionalmente, profanação ou iniquidade,f á-los-emos provar um doloroso castigo. 22:25

Foram eles, os incrédulos, os que vos impediram de entrar na al maSJD al haram e impediram que a oferenda chegasse ao seu destino. E se não houvesse sido por uns homens e mulheres fiéis, que não podíeis, distinguir, e que poderíeis ter morto sem o saber, incorrendo, assim, inconscientemente, num crime hediondo, Ter-vos-íamos facultado combatê-lo; foi assim estabelecido, para que Deus pudesse agraciar com a Sua misericórdia quem Lhe aprouvesse. Se vos tivesse sido possível separá-los, teríamos afrontado os incrédulos com um doloroso castigo. 48:25

Em verdade, Deus confirmou a visão do Seu Mensageiro: Se Deus quisesse, entraríeis tranquilos, sem temor, na al maSJD al haram; uns com os cabelos raspados, outros com os cabelos cortados, sem medo. Ele sabe o que vós ignorais, e vos concedeu, não obstante isso, um triunfo imediato. 4827

Nenhum comentário:

Postar um comentário