TRADUTOR/TRANSLATE

domingo, 15 de janeiro de 2017

Fatos interessantes sobre os livros de ahadith (fabricados)

*São livros escritos por homens comuns.
*Foram escritos 200 anos após a morte do Profeta. *Os escritores colocaram nesses livros boatos coletados no estilo telefone sem fio. *Esses livros representam unicamente a visão/interpretação (deturpada) de seus escritores sobre o islã. *Os coletores/escritores de ahadith também foram rejeitores de ahadith. Eles rejeitaram mais de 90% dos ahadith coletados -devido a grande fabricação que ocorria na época. *Centenas de relatos coletados se contradizem, entre si mesmos e com o Alcorão. *Eles não foram transmitidos como o Alcorão. O Alcorão afirma ser um livro em mais de 80 passagens. *Eles têm grande influência da bíblia e da torah, inclusive relatos idênticos a estes, como na estória da criação de Adão e Eva e do pecado original, dentre muitos outros. *Há vários relatos com erros científicos graves, como os relatos sobre embriologia e xadrez, dentre muitos outros. *Cada seita dentro do islã tem seus próprios ahadith, e cada seita diz que os ahadith da outra é falsificado. *Ahadith criaram um novo islã, visto que a maioria das práticas do islã pós-Muhammad não está no Alcorão, mas nesses livros. *Nada nos ahadith pode ser confirmado para o bem deles. (cada relato pode ter sido inventado, usado para politicagem, benefício próprio ou desestabilização da umma muçulmana) *Muitos relatos são, particularmente, ruins para as mulheres. *Muitos ahadith apoiam a escravidão, governos corruptos, assassinatos, estupros, apedrejamento, casamento infantil, morte por apostasia, morte de não muçulmanos ... e dezenas de barbáries.
*Quase a totalidade dos muçulmanos nunca leram esses livros. Eles apenas seguem o que os "estudiosos" dizem, em uma total fé cega, sobre o que é ou não o islã.

Nenhum comentário:

Postar um comentário